Juramento Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Juramento Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Todos os Cascalenses estão desafiados a fazerem este juramento e caminhada connosco, para que ninguém fique para trás. Em Cascais, tudo começa nas Pessoas.

Convido-vos, por isso, a assistir ao vídeo do juramento e a aceitarem também este desafio.

Apresentação do Projeto Cascais 2030

Apresentação do Projeto Cascais 2030

Na apresentação do projeto Cascais 2030, onde a Câmara Municipal de Cascais se compromete a cumprir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostos pela Organização das Nações Unidas, o presidente da Câmara, Carlos Carreiras, assegurou que o município está em condições de assumir este desafio e está fortemente empenhado em implementar todos os objetivos definidos e, com isso, contribuir para a proteção e melhoria da qualidade de vida das pessoas e do Planeta.

“São 17 os objetivos propostos pelas Nações Unidas, e nós somos o primeiro município em Portugal a assumir esse compromisso. Um compromiso é também um risco, mas acredito que estamos em boas condições, com o envolvimento de toda a comunidade em Cascais, numa lógica colaborativa, de poder cumprir esses mesmos objetivos”, afirmou o presidente Carlos Carreiras durante a apresentação do projeto que decorreu no Centro Cultural de Cascais.

Na apresentação esteve também presente a embaixadora da Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a População, Catarina Furtado que relembrou a importância do cumprimento das metas estabelecidas “basicamente, é preciso ter convicção e um coração que palpite pela defesa dos direitos humanos, das pessoas sem voz, principalmente das mulheres e das jovens raparigas, com a intenção de que ninguém fique esquecido”.

Os objetivos de Desenvolvimento Sustentável assumidos agora pelo concelho são na realidade são objetivos globais, que envolvem os países, as regiões, os municípios e as pessoas, sendo por isso fundamental a participação ativa de todos.

Saber mais

Lumina no Centro Cultural de Cascais

Lumina no Centro Cultural de Cascais

Para marcar apresentação do compromisso assumido pela Câmara Municipal de Cascais para com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, realizou-se o espetáculo de projeção de imagens Lumina (by Ocubo) no Centro Cultural de Cascais.

Ilumina-se o Centro Cultural de Cascais e todos os Cascalenses estão desafiados a fazerem este juramento e comprometerem-se com os ODS porque tudo começa nas pessoas!

Portal #Cascais2030

Portal #Cascais2030

No passado dia 21 de Setembro, a Câmara Municipal de Cascais apresentou  o projeto #Cascais2030 através do qual se compromete publicamente com os princípios das Nações Unidas e a trabalhar para o cumprimento dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos por unanimidade pela Assembleia Geral das Nações Unidas em Setembro de 2015.

Os ODS são fundamentais para a realização de uma Estratégia Local capaz de melhorar a qualidade de vida das comunidades locais através do alcance de metas globais como a erradicação da pobreza, a justiça e igualdade para todos e a luta contra as alterações climáticas.

Trata-se, então, de um plano a 15 anos, um compromisso para com a Agenda 2030, onde os governos locais são os principais motores da mudança, estando no melhor nível para estabelecer metas globais junto das comunidades locais.

O alcance destas metas estabelece-se como um desafio para o qual é indispensável a existência de uma pareceria global alargada com a participação ativa de todos os cidadãos, empresas, instituições da sociedade civil, estabelecimentos de ensino, meios de comunicação social e as Organização das Nações Unidas.

O Portal Cascais 2030 já está disponível no site da Câmara Municipal de Cascais onde pode ser consultado o relatório base de todo o projeto e os índices base para cada um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Aqui estão também disponíveis as boas práticas e um espaço onde todos os munícipes possam dar o seu contributo.

Todos os Cascalenses estão desafiados a fazerem este juramento e caminhada connosco, para que ninguém fique para trás. Em Cascais, tudo começa nas Pessoas!

Consultar relatório base Cascais 2030 

XXXVII Jornadas de Economia de la Salud

XXXVII Jornadas de Economia de la Salud

Nas XXXVII Jornadas de Economia de la Salud, na Universitat Pompeu Fabra, que decorreram em Barcelona, estive presente na discussão sobre a modelação matemática ao serviço da saúde pública e as novas ferramentas preditivas sobre o impacte das políticas públicas na eliminação da hepatite C.

Esta edição decorreu de 6 a 8 de Setembro de 2017, e o programa científico incluí também temas de grande relevância atual determinantes para a saúde pública. Questões como o aquecimento global, a desigualdade social na saúde, a educação, a chave para a mobilidade social vertical foram também abordados numa análise profunda de onde surgiram projeção de ações futuras.

As XXXVII Jornadas de Economia de la Salud decorreram através da coordenação das reuniões científicas anuais das duas associações fundadoras da Sociedade Espanhola de Saúde Pública, a AES – Associação da Economia de Saúde – e a SEE – Sociedade Espanhola de Epidemiologia.

Saber mais

Forum Ekonomiczne/ Economic Forum

Forum Ekonomiczne/ Economic Forum

A convite do mais relevante jornal polaco, participei no 27th Krynica Economic Forum, realizado em Krynica (Polónia), cujo tema foi “Projeto: Europa. Qual a receita para as próximas décadas?”, onde falei sobre os ganhos económicos da eliminação da hepatite C na Europa.

O 27th Krynica Economic Forum, decorreu de 5 a 7 de setembro de 2017, sendo que a edição deste ano contou com um número recorde de participantes e jornalistas, com mais de 200 painéis temáticos e eventos paralelos, chefes de estado, altos membros dos governos e parlamentos, CEO’s das maiores empresas, representantes do governo local, especialistas e cientistas.

No total esta edição contou com a participação de cerca de 4 mil convidados da Europa, Ásia e EUA e foi coberto por mais de 650 jornalistas.

Saber mais

 

 

Cascais 2030 – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas

Cascais 2030 – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas

No dia 21 de Setembro, a Câmara Municipal de Cascais firma o compromisso público com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, assumindo assim a liderança a nível a nível nacional neste campo.

Os detalhes deste compromisso, os principais desafios dos ODS e da sua implementação nos vários municípios, ficam definidos na Conferência “Objetivos Globais, Ações Locais: Não deixar ninguém para trás”, direcionada a todos os profissionais, investigadores e membros de organizações que trabalham a temática da sustentabilidade local.

Este é o primeiro evento dedicado a esta temática em Portugal e conta com prestigiados oradores, como Carlos CarreirasCatarina FurtadoMónica Ferro entre outros.

Saber mais

Assinatura do Acordo entre a Câmara Municipal de Cascais e a ARS Lisboa e Vale do Tejo

Assinatura do Acordo entre a Câmara Municipal de Cascais e a ARS Lisboa e Vale do Tejo

Diário de Notícias | Até 2020 o concelho de Cascais irá contar com dois novos centros de saúde e outras unidades de saúde serão também requalificadas, um investimento total de seis milhões de euros. As melhorias irão decorrer entre 2017 e 2020.

Esta modernização dos cuidados de saúde primários do município havia já sido anunciada, no entanto, ficou agora estabelecida através da assinatura de um protocolo assinado entre a Câmara Municipal de Cascais e o Ministério da Saúde através da Administração Regional de Saúde e Vale do Tejo (ARSLVT).

A construção dos novos centros de saúde ficará a cargo da autarquia e a ARSLVT será responsável por fornecer os equipamentos e todos os recursos materiais e humanos necessários para um bom funcionamento destas unidades de cuidados primários.

A cerimónia de assinatura do protocolo decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho no dia 22 de Agosto, onde ficou definido que até 2020 todos os cidadãos do município de Cascais terão um médico de família.

Ler notícia completa

A Broader Vision for Public Health

A Broader Vision for Public Health

o European Respiratory Society Presidential Summit é um fórum onde a ciência e a política se juntam para discutir e fornecer uma plataforma mais abrangente enfrentar as doenças respiratórias, onde foram debatidos temas desde o desenvolvimento  do European Respiratory Roadmap até às desigualdades que existem na saúde e aquelas que devem ser as prioridades da investigação.

Esta edição do ERS Presidente Summit, que decorreu em Ghent, Bélgica, focou-se essencialmente na importância de se desenvolver iniciativas de saúde mais amplas na área das doenças respiratórias.

Tive o privilégio de participar nesta edição , juntamente com o Presidente da ERS , o Professor Guy Joos, e com o Diretor do International Centre for Primary Health Care in Ghent, o Dr. Jan De Maeseneer, para falar sobre o futuro da saúde e da saúde pública.

Universidade de Verão

Universidade de Verão

Neste mês de Setembro, terminou mais uma edição da Universidade de Verão, uma iniciativa da Juventude Social Democrata (JSD) e do Partido Social Democrata (PSD), na qual tive a honra de poder participar desta vez enquanto orador juntamente com a minha colega Paula Teixeira da Cruz para debater um dos temas mais fraturantes da atualidade: a Eutanásia.

Perante um audiência de quase cem pessoas, composta maioritariamente pelos membros mais jovens do partido, debatemos um tema sobre o qual temos opiniões distintas: eu assumo-me contra esta prática, por considerar que é uma forma de evitar investir na melhoria dos cuidados paliativos prestados em pessoas em fase terminal de vida; e a Paula Teixeira da Cruz assume-se a favor, considerando que para ser legislada a medida precisa ainda de ser alvo de uma maior reflexão e debate em sociedade.

A audiência revelou-se bastante participativa e no final do debate colocou várias questões que revelaram que também os que assistiram à discussão têm posições contraditórias em relação a este tema.

Veja aqui as várias notícias publicadas sobre a discussão:

Diário de Notícias

Correio da Manhã

Observador

Público