Sócio Convidado

Sócio Convidado

Tive a honra de ser agraciado esta semana pela Apegsaude (Associação Portuguesa de Engenharia e Gestão da Saúde) como ‘Sócio Convidado’, no Palácio Nacional de Queluz.

Nas palavras da associação, esta distinção é feita “em reconhecimento da sua relevante atividade no desenvolvimento, com engenho e arte, do conhecimento técnico e científico sobre temas de saúde, a implementação de novas formas de organização e administração e na procura de padrões de excelência na prestação de cuidados de saúde”.

Legalização do uso de cannabis

Legalização do uso de cannabis

Recentemente, tive o prazer de ceder uma entrevista ao “É Apenas Fumaça” e ao “Hemiciclo”, na rubrica “Passos Perdidos”, onde o tema escolhido foi a legalização do uso de cannabis.

Esta rubrica é um espaço de entrevistas que resultou da parceria entre os dois portais. Pretende falar de assuntos relacionados com o Parlamento e perceber o trabalho dos diferentes partidos políticos.

A publicação sairá em breve…

Regressar à casa de onde nunca saí

Regressar à casa de onde nunca saí

Fui convidado, juntamente com o Alexandre Picoto, a participar numa reunião do Gabinete de Estudos Nacional (GEN) da JSD – Juventude Social Democrata, em Pombal, na qualidade de ex-diretores do GEN.

Encontramos uma equipa jovem (claro!), talentosa e trabalhadora, com vontade de fazer a diferença no mundo.

Cá fora esperamos os resultados destes esforços liderados pela atual diretora do GEN Raquel Baptista Leite e da Presidente da JSD Margarida Balseiro Lopes.

Conhecendo as duas, sei que o país – e em particular a juventude portuguesa – só poderão ficar a ganhar.

Foi uma honra regressar à casa de onde nunca saí…

Audição com o Ministro da Saúde

Audição com o Ministro da Saúde

No passado dia 20 de Junho tive a oportunidade de questionar o Ministro da Saúde na audição regimental na Assembleia da República.

São muitos os sinais e sintomas que denunciam um Serviço Nacional de Saúde cada vez mais doente.

A situação do Hospital de São João, a Lei de Base da Saúde, o relato preocupante dos problemas do SNS denunciados pelo Relatório da Primavera, os dados da época gripal e a os desafios sem resposta do Governo em torno das 35 horas semanais, foram alguns dos temas abordados durante a sessão.

Perante perguntas objetivas são poucas as respostas concretas do Senhor Ministro da Saúde. Evidentes são as promessas que já não serão cumpridas nesta legislatura.

Os doentes merecem mais.

“O que mudaria nas Políticas de Saúde?”

“O que mudaria nas Políticas de Saúde?”

Foi com enorme honra que aceitei o desafio da Associação Apegsaude para responder à pergunta “O que mudaria nas Políticas de Saúde?”, num debate sobre as importantes reformas que o país precisa para assegurar o futuro do sistema de saúde universal ao serviço dos cidadãos.

Vai decorrer no próximo dia 26 de Junho, no Palácio Nacional de Queluz.

Inscreva-se aqui

Consulte o programa aqui

Jornadas Parlamentares do PSD

Jornadas Parlamentares do PSD

As Jornadas Parlamentares do Partido Social Democrata na Guarda tiveram início no passado dia 18 de Junho, com o objectivo de discutir os modelos de promoção da coesão territorial.

Com o tema “Afirmação e Valorização do Interior”, as Jornadas decorreram entre os dias 18 e 19 de Junho, cerca de um ano depois do incêndio de 17 de Junho de 2017, em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria.

Foi nosso objectivo discutir a coesão nacional, territorial e da economia no interior do país, bem como as questões ligadas à natalidade e à demografia.

Desta forma, pretendemos que o interior não seja esquecido.

iMed Conference 2018

iMed Conference 2018

Foi com imensa honra que, recentemente, regressei à minha “alma mater”, a Nova Medical School – Faculdade de Ciências Médicas para discursar na cerimónia de lançamento da iMed Conference 2018, uma iniciativa de excelência da AEFCM (Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa).

A iMed Conference é um projecto dos Estudantes da Nova Medical School. Realiza-se desde 2009, em Lisboa e, este ano, acontecerá entre os dias 3 e 7 de Outubro.

Nesta iniciativa, os estudantes convidam investigadores para apresentarem o que há de novo e relevante nas áreas científicas, trazendo as histórias mais inovadoras e as experiências de vida mais inspiradoras.

“Consenso Estratégico para a Gestão Integrada dos Cancro da Pele não Melanoma em Portugal”

“Consenso Estratégico para a Gestão Integrada do Cancro da Pele não Melanoma em Portugal”

No passado fim-de-semana, tive a honra de participar no debate onde foi lançada a publicação “Consenso Estratégico para a Gestão Integrada dos Cancros da Pele não Melanoma em Portugal”, na Feira do Livro de Lisboa.

Na qualidade de coordenador científico de saúde pública do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica tive o privilégio de moderar o debate sobre o tema, com o Professor Henrique Lopes (coordenador do estudo), o Dr. Nuno Miranda (Coordenador do Programa Nacional de Doenças Oncológicas da DGS), o Dr. João Maia da Silva (Associação Portuguesa de Cancros Cutâneos) e o Dr. Paulo Lamarão (Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia).

PSD questiona se cativações permitem funcionamento da Entidade Reguladora da Saúde

PSD questiona se cativações permitem funcionamento da Entidade Reguladora da Saúde

O Partido Social Democrata (PSD) denuncia as cativações feitas pelo Governo num requerimento dirigido ao Conselho Diretivo da Entidade Reguladora da Saúde (ERS) e entregou-o no Parlamento no passado dia 11 de Junho. A presidente da ERS assume incapacidade de cumprir a sua missão regulamentar com tantas restrições. Aguardamos resposta.

O PSD exigiu conhecer o montante exato das cativações efectuadas pelo Governo à ERS este ano, e questionou se as mesmas permitem que este organismo continue a prosseguir adequadamente as suas atribuições.

“Não só em 2017 o Governo impôs à ERS cativações num montante superior a 1.370 milhões de euros, como, só no primeiro semestre deste ano, o montante cativado ultrapassa já os 761 mil euros, antecipando-se que a este valor estejam já a acrescer ainda mais cativações”, pode ler-se no requerimento assinado por mim e pelos deputados Adão Silva e  Luís Vales.

Como é que o governo lida com o único organismo independente responsável por assegurar a qualidade dos serviços prestados nos sistema de saúde? Cativando e cortando no orçamento ao ponto de não conseguirem pagar ordenados nem cumprir com a sua função.

É incompreensível e inaceitável e espera-se que o governo corrija a situação antes da ida do Ministro da Saúde ao parlamento no próximo dia 20 de Junho. É uma situação incompreensível e inaceitável.

 Leia o artigo completo aqui

Audição do Conselho de Administração do Hospital de São João

Audição do Conselho de Administração do Hospital de São João

Recentemente, tive a honra de participar na audição do Conselho de Administração do Hospital de São João, na Assembleia da República, para debater três questões: a ala pediátrica, as listas de espera e a falta de enfermeiros nesta unidade.

É notável a degradação que se tem notado no Serviço Nacional de Saúde. O Hospital de São João tornou evidente o que se está a passar, particularmente, em contexto de tratamento de crianças com doença oncológica, naquele hospital.

O Partido Social Democrata teve a oportunidade de visitar o local e constatou que havia situações completamente incompreensíveis, como camas de cuidados intermédios fechadas, não por falta de médicos ou enfermeiros, mas sim, por falta de técnicos que não são contratados porque as finanças não autorizam.

Não sei como é possível que a situação da ala pediátrica do Hospital de São João não esteja resolvida. O Governo claramente, também não sabe como, e falha prazo após prazo. E apesar de todas as denúncias, passados dois meses desde a data em que o Ministro da Saúde prometeu que tudo estaria resolvido, continuamos exactamente na mesma.