Desafio à oposição para sair do armário

Desafio à oposição para sair do armário

Ficou vincada a denúncia sobre a incoerência dos partidos da esquerda que hoje têm responsabilidades governativas no que se refere às políticas de saúde no nosso país.

Ficou também o apelo para que os partidos se possam em torno de uma solução definitiva para os cuidados continuados, paliativos e de fim de vida.

Visita ao Programa de Ambulatório da IPSS Ares Do Pinhal

Visita ao Programa de Ambulatório da IPSS Ares Do Pinhal

Partilho a oportunidade que tive de fazer uma visita inspiradora ao programa de ambulatório do IPSS Ares Do Pinhal, na Praça de Espanha em Lisboa, onde oferecem programas de redução de danos (incluindo troca de seringas) e administração de metadona aos atuais e antigos utilizadores de drogas.

É sempre uma honra visitar profissionais dedicados a apoiar pessoas com dependências numa perspetiva social e de saúde pública.

Governo falha metas do Plano Estratégico para os Cuidados Paliativos

Governo falha metas do Plano Estratégico para os Cuidados Paliativos

No Plenário de dia 20 de Setembro, na Assembleia da República, eu e o PSD pressionámos o Bloco de Esquerda e o Partido Comunista Português para que estes reconheçam que têm vindo a aprovar Orçamentos de Estado que em nada favorecem a saúde de Portugal e dos Portugueses e que têm aumentado o peso das PPP em 7% e mais de 500 milhões de euros.

Uma das áreas em que esta degradação é mais visível é nos Cuidados Paliativos, tendo o Governo falhado clamorosamente todas as metas do Plano Estratégico para os Cuidados Paliativos, proposto pelo atual Governo, cujo principal objetivo era alcançar até 2018 o número de 492 camas para este tipo de cuidados de saúde, contudo esta meta e outras metas não foram cumpridas:

  • Realidade: 376 camas de cuidados paliativos
  • Objetivo: 492 camas de cuidados paliativos
  • Objetivo: 100 equipas comunitárias de cuidados paliativos
  • Realidade: 23 equipas comunitárias de cuidados paliativos
  • Em Trás-Os-Montes passou-se de 17 camas de cuidados paliativos para 12

Estes dados estavam disponíveis no website oficial do Serviço Nacional de Saúde, no entanto, todos os dados desapareceram sem explicação.

Em Portugal, estes doentes ao invés de poderem passar os últimos momentos das suas vidas com conforto e dignidade, são empurrados para um caminho de sofrimento que culmina com uma morte solitária numa qualquer cama hospitalar.

Saber mais

 

Joint Action Policy Day 2018 na Assembleia da República

Joint Action Policy Day 2018 na Assembleia da República

O Joint Action Policy Day 2018 foi assinalado com uma sessão na Assembleia da República, inserido nas atividades do INHSU, uma iniciativa da International Network on Hepatitis in Substance Users (INHSU) e da Global Parliamentarians Network to End HIV/AIDS, UNITE – Viral Hepatitis and other Infetious Diseases – focada nos cuidados de saúde integrados das pessoas que utilizam drogas, nas políticas de drogas e na prevenção e tratamento da hepatite C neste grupo da sociedade.

A sessão reuniu uma comunidade de pessoas, investigadores, profissionais de saúde e políticos que trabalham no sentido de eliminar a hepatite C. Discutiram-se as melhores políticas praticadas atualmente a nível internacional tanto na área da política de saúde das pessoas que usam drogas como da política de prevenção, tratamento e gestão da hepatite C.

A sessão terminou com o lançamento de uma Declaração Global para Eliminar a Hepatite C em Pessoas que utilizam drogas, que é também um apelo para que os líderes políticos tomem medidas sérias para combater esta doença.

Saber mais

UNITE em Malta

UNITE em Malta

Estive recentemente em Malta para uma reunião bastante produtiva com a a Ministra dos Assuntos Europeus e Igualdade, Helena Dalli, e com a Comissão de Saúde no Parlamento Maltês.

Nesta reunião houve oportunidade para alinhar objetivos no combate às doenças infecciosas e no cumprimento do Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Saber mais

Drug Policy Reform in Europe

Drug Policy Reform in Europe

A convite da Câmara dos Lordes Inglês e a Chatham House participei recentemente numa reunião em Londres sobre as políticas de drogas que atualmente se praticam na Europa. Foi com grande orgulho que constatei que, mais uma vez, Portugal esteve em destaque como exemplo positivo.

Após a UNGASS, em 2016, temos vindo a assistir a um interesse crescente dos Estados-Membros pela matéria das drogas. Assim, esta reunião, organizada em parceria com o UK All Party Parliamentary Group for Drug Policy Reform,  é uma oportunidade para parlamentares de toda a Europa aprenderem e trocarem experiências na área das políticas de drogas, revendo e melhorando vários aspetos das políticas praticadas atualmente.

UNITE na Capa da Revista SIDA

UNITE na Capa da Revista SIDA

A UNITE é cada da última edição da revista SIDA, uma publicação bimestral e a única publicação regular a abordar este tema em Portugal, dirigida e distribuída gratuitamente para todos os profissionais que,  direta ou indiretamente, estão envolvidos nesta temática.

Em 2017, tive o privilégio de fundar a UNITE com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU) através da UNAIDS. Ambas as iniciativas têm como principal objetivo unir parlamentares de todo o mundo para dar uma resposta coordenada e eficaz na eliminação do VIH/SIDA, hepatites virais e outras doenças infecciosas, até 2030 e em linha com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que definem as prioridades e desejos globais a cumprir até essa data.

Leia abaixo artigo e fique a conhecer melhor a nossa ONGD, que já conta com 50 membros, de 32 países e 5 continentes e está numa fase de consolidação e crescimento.

 

Saiba mais sobre a ‘UNITE – Global Parliamentarians Network to End HIV/AIDS, viral hepatitis and other infectious diseases’.