PSD chama Diretora Geral de Saúde ao Parlamento

A taxa de mortalidade infantil aumentou entre 2017 e 2018. Em 2018, houve mais 60 crianças a morrer no primeiro ano de vida, em Portugal. A Diretora Geral de Saúde afirma que estes dados não devem ser comparados porque 2017 foi um ano com mortalidade infantil “anormalmente baixa”.

Este aumento levou o Partido Social Democrata a apresentar um requerimento, assinado por mim e pelo deputado Adão Silva, para que a Graça Freitas seja ouvida com urgência na Comissão de Saúde para esclarecer o Parlamento e o País.

A taxa de mortalidade infantil, juntamente com as taxas de analfabetismo e da esperança de vida, se compreendem entre os indicadores que melhor evidenciam o estado de desenvolvimento de um país, por isso, é urgente um esclarecimento.

Saber mais