PSD Sugere Ajuste Direto Para Ala Pediátrica do São João

PSD Sugere Ajuste Direto Para Ala Pediátrica do São João

A situação precária em que se encontra a ala pediátrica do Hospital de São João já se arrasta há demasiado tempo. O Governo não pode adiar mais esta decisão de urgência imperiosa, estamos perante uma situação perigosa para a saúde humana que decorre da absoluta falta de condições de segurança em que aquelas crianças são atualmente tratadas.

As crianças com cancro não devem passar mais um inverno naqueles contentores no Hospital de São João e, por isso, o PSD sugeriu esta semana que o Governo deveria considerar o ajuste direto para que a construção da nova ala pediátrica do Hospital São João possa finalmente começar.

Saber mais

“Oncologia: Promessas e Realidades”

“Oncologia: Promessas e Realidades”

Tive a honra de, no passado dia 7 de Julho, participar num interessante debate sobre as “Promessas e Realidades” da Oncologia em Portugal, na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

Agradeço o convite da Ema Paulino para comentar as apresentações do Dr. Nuno Miranda, coordenador Nacional das Doenças Oncológicas da Direção-Geral da Saúde e do Dr. João Oliveira, Diretor Clínico do IPO Lisboa.

O evento, organizado pela Ordem dos Farmacêuticos, contou com uma abertura inspiradora da Senhora Bastonária Ana Paula Martins.

Audição do Conselho de Administração do Hospital de São João

Audição do Conselho de Administração do Hospital de São João

Recentemente, tive a honra de participar na audição do Conselho de Administração do Hospital de São João, na Assembleia da República, para debater três questões: a ala pediátrica, as listas de espera e a falta de enfermeiros nesta unidade.

É notável a degradação que se tem notado no Serviço Nacional de Saúde. O Hospital de São João tornou evidente o que se está a passar, particularmente, em contexto de tratamento de crianças com doença oncológica, naquele hospital.

O Partido Social Democrata teve a oportunidade de visitar o local e constatou que havia situações completamente incompreensíveis, como camas de cuidados intermédios fechadas, não por falta de médicos ou enfermeiros, mas sim, por falta de técnicos que não são contratados porque as finanças não autorizam.

Não sei como é possível que a situação da ala pediátrica do Hospital de São João não esteja resolvida. O Governo claramente, também não sabe como, e falha prazo após prazo. E apesar de todas as denúncias, passados dois meses desde a data em que o Ministro da Saúde prometeu que tudo estaria resolvido, continuamos exactamente na mesma.